domingo

Ausência Sofrida


“…Nada se compara com aquilo que contigo me prende…”


Como me é sofrido esperar-te
A ansiedade faz de mim prisioneiro

Que padece com sua ausência

Talvez seja eu desesperado na
Esperança viva que meu amor seja

Correspondido, que entre seus braços
Encontre todo meu alento

Se sofrer pela ausência é perdido
Encontra-me e então seu amor

Será para mim o antídoto do
Meu sofrer

14 comentários:

  1. QUERIDO AMOGO, BELO POEMA... ADOREI!!!
    UMA BOA SEMANA... DEIXO-TE UM ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
    FERNANDINHA

    ResponderEliminar
  2. Linda mesmo! Poesia pura! Mas enquanto ela não vir escute um jazz e come chocolates. Abraço

    ResponderEliminar
  3. Meu amigo este poema é lindo e já agora deixo-te outro poema. Tenha uma boa semana.

    Amo a liberdade, por isso deixo as coisas que amo livres... Se elas voltarem é porque as conquistei.. Se não voltarem é porque nunca as possuí. " * John Lennon

    ResponderEliminar
  4. Feliz o leitor que conseguiu te descobrir e têm a chance de ler tantos poemas de altíssima qualidade Cesar;
    Uma semana linda viu!!

    beijos

    Glória

    ResponderEliminar
  5. Oi amigo Cesar,


    vc me adicionou para seguir meu blog no Esterança. Tive um problema com meu antigo endereço, o blogue continua o mesmo, mas com outra URL:


    http://esteranca.blogspot.com

    (sem cedilha)


    Por favor, adicione-me de novo, sua presença em meu blogue é imprescindível!


    Obrigada e desculpa o transtorno!


    abraços da ESTER.

    ResponderEliminar
  6. Bom dia,

    Encantada por saber que segue meu blog! Também já o adicionei.
    Vou passear por este cantinho que me parece ser cheio de textos lindos e profundos.

    Um abraço

    Filomena

    ResponderEliminar
  7. Bonito o teu poema sofrido...beijos.

    ResponderEliminar
  8. a ausência é um otimo tema pra se escrever......e a foto da cadeira é perfeita pra poema....mostra a angústia das palavras.....

    pretinhooo...perfeito post!

    ResponderEliminar
  9. Sou viúva a oito anos e quando ví essas imagens reviví o passado. Me ví em desespero por ter perdido "Meu grande Amor"... Doi ainda...bjus

    ResponderEliminar
  10. Lindo,senti um aperto no coração ao ler,lindo.
    beijos e abraços

    ResponderEliminar
  11. A ausência de quem amamos é sem dúvida algum uma grande dor!

    Nos faz versejar assim com tanto sentimento!

    Um dia de paz ao seu belo coração!

    Um abraço carinhoso

    ResponderEliminar
  12. Que lindo é o esperar, querido! Antes os que esperam que os desesperançados!

    Belo poema!

    ResponderEliminar
  13. Agora fiquei a sorrir, pois lembrei as expressões antigas mas tão portuguesas
    "Quem espera desespera"
    "Saber esperar é uma virtude"
    Em qual dos casos este poema encaixa???
    Abraço repulhodo

    ResponderEliminar
  14. Lindas palavras!!!
    Estou me sentindo assim no momento... Rsss...

    Bjos...

    ResponderEliminar

"...Um dia vi em mim um sorriso nunca visto antes. era minha essência, roubando minha aparência e tomando finalmente seu lugar de volta..."

Obrigado pelo seu comentário,
VOLTE SEMPRE!!!

OBRIGADO Á TODOS