quinta-feira

DESASSOSSEGO

É a ansiedade do futuro, que iça os dias

E faz chorar as noites, e no calor das horas

Surtam com o desassossego.


Se nas noites e madrugadas aqui descrevesse

Infindáveis horas escreveria, com lágrimas no

Sentimentos.


É inevitável não falar das angústias

Seria insensível se as dissimulasse.


Esse presente, que se mostra, um futuro longínquo faz com descrevo, a insignificância com precisão por que dela fui aluno.


Viver aqui, aí, ou acolá,

Me faz perder o presente


ESTAR AQUI,
ME FAZ VIVER

O PRESENTE.

40 comentários:

  1. Fanstástico!
    Os versos e a imagem (que ficou perfeita no post).
    Mas sabe o que eu mais gostei? Do final!
    Dizer: viver aqui, aí ou acolá me faz peder o presente...
    Lindo isso e me faz até pensar sobre os momentos e até horas que perdemos nos envolvendo com os outros, como se eles fossem a resposta para a nossa felicidade.
    Que ilusão!
    Sua poesia está maravilhosa!


    Beijos!
    Um lindo dia pra você!

    ResponderEliminar
  2. Amigo:
    Sei o que é esse desassossego! "Só estou bem onde não estou" Nas a verdade é que o presente é a única coisa de concreto que temos... e tantas vezes nos esquecemos de o viver (falo por mim) ! Quem encontrou o caminho é um felizardo!Que o seu desassossego passe nacerteza do seu presente. Um bj Graça

    ResponderEliminar
  3. Eu já não tenho tanta ansiedade do futuro, sabe lá o que me espera? Eu também prefiro o aqui e agora, afinal não sou mais tão jovem assim. Belo texto poetico. Abraço amigo

    ResponderEliminar
  4. nada como o presente....

    deixa o futuro...ele ainda virá....

    vivamos o hj......vivamos o que cada dia nos dá^^

    vc está magistral pretinho....MAGISTRAL

    BJOS

    ResponderEliminar
  5. Olá meu amigo poeta! Adoro quando me visitas! Fico feliz que tenha gostado do novo visual do blog, foi minha amiga Márcia do blog meus pensamentos que fez para mim. Eu não sei , rsrsrsrs
    Reflexivo teu texto, já vivi muitas horas de desassosego, mas não me desespero com o futuro, pois as vezes até o presente me parece meio incerto. Simplismente deixo-me viver...
    Beijos carinhosos para ti meu poeta...

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito desse poema noturno. Profundo e instigante. Parabéns

    ResponderEliminar
  7. Lindos versos em poema..passou bem o desassossego da alma em que vivemos.
    Bom final de semana
    Abraços

    ResponderEliminar
  8. Sabe bonitinho,
    eu também já fui mais ansiosa, hoje procuro viver um dia de cada vez( como eu disse procuro nem sempre consigo).
    Lindo poema!
    Bjs.

    ResponderEliminar
  9. Adorei suas letras. Fiquei inquieta com o final... viver o presente é tão difícil as vezes... mas eu chego lá!
    Abraços e bom fim de semana.

    Desculpe, não me apresentei. Sou uma blogueira antiga, que saiu do mundo dos blogs e tá voltando agora. Escrever em blog é também ler blogs e, ao voltar descobri que os que lia, também se foram, por isso estou visitando e conhecendo novos espaços, assim cheguei aqui.
    Prazer.
    Até mais.

    ResponderEliminar
  10. Obrigada, Gleidson! Um ótimo final de semana para vc também.
    Adorei a foto, e a poesia...bom, poesia!!!!

    Abraços

    ResponderEliminar
  11. Com certeza eu amigo as vezes preocupamos de mais em vivwer o futuro e esquecemos de viver o presente....

    abraçao

    ResponderEliminar
  12. Gleidston,

    SUBLIME !

    Ah... esse presente...
    Esse excesso de vida...
    Esses sentimentos...

    Beijo carinhoso,

    Solange

    http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Onde onde estamos, a nossa casa

    e onde vivemos o presente.

    Um abração

    ResponderEliminar
  14. Meu bom amigo poeta Gleidston, maravilhoso este poema, a meu ver o desassossego é um estímulo para ser. Nos leve a grande momentos de reflexão e posterior ação. Parabéns

    Muita paz, harmonia e mais inspiração em sua vida.

    Forte abraço

    Caurosa

    ResponderEliminar
  15. É isso meu amigo, viver projetado no passado, ou na angústia de querer adivinhar o futuro (um já passou o outro nem se sabe se virá) faz perder o melhor, o presente! Esse precioso momento, que é tudo que temos...
    Lindo domingo
    um abraço

    ResponderEliminar
  16. ...meu querido poeta,
    passado e futuro não existem.

    apenas o presente é senhor
    de nossos dias.

    e é neste dia e nesta hora
    que deixo meus bjus à sua
    alma poética.

    tenha um lindo domingo
    repleto de paz!

    ResponderEliminar
  17. Olá agradeço ter ido lá retribuir a visita, tô te seguindo por aqui no blog!
    Esse mundo blogueiro nos permite conhecer lindas manifestações virtuais.
    Aguardo teu próximo post.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  18. A você também, meu mais novo amigo blogueiro, uma semana abençoada.
    Deixei um selinho lá no blog pra você.
    Beijo grande

    ResponderEliminar
  19. Esse desassossego que assola a humanidade.
    Como sempre,belíssimo poema!
    Uma semana iluminada para você!

    ResponderEliminar
  20. O importante, para que esse desassossego não se abata impiedoso sobre nós, é ser e estar.
    Magnífico poema, gostei imenso.

    Obrigado pela sua visita. Volte sempre.
    Já coloquei o seu link, para aqui voltar sempre que possa.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  21. bom voltar aqui sempre,sempre....

    ResponderEliminar
  22. Ah, Gleidston!
    Quantas verdades em suas palavras...
    A ansiedade pelo que ainda não se tem, nos impede de viver à altura, o que está aqui e agora, bem na altura do nosso nariz!!
    Beijos e obrigada pelo carinho deixado em meus aposentos ! rs
    Helô

    P.s. devidamente consertado! rs
    + bjus

    ResponderEliminar
  23. O futuro as vezes parece nos perseguir como dívidas do passado!
    Tempo que perdemos com palavras sem resposta, e mesmo assim continuamos nos perguntando por ontem, hoje e amanhã.

    Lindo post.
    ¡besitos!

    ResponderEliminar
  24. Gleidston, meu querido... Essa ansiedade... esse aperto no peito, essa vontade de saber o que vai acontecer daqui a pouco...

    Isso nos assola constatemente... E se ficamos a pensar demais.... Aí sim, deixamos de viver o agora...

    Mas como evitar? rsrs

    Eu não sei... Também sou tão ansiosa...rsrs

    Obrigada por seu carinho...


    Beijos em seu coração!

    ResponderEliminar
  25. O tempo é questão duvidosa às vezes.
    Mas, se você teve a coragem de expor sentimentos, vive sim o presente como um presente - mesmo que de brinde, venham recorrências internas do passado ou dúvidas sobre o futuro.
    Manifestar-se é usar sentimentos , pensamentos , palavras como escudo.

    ResponderEliminar
  26. Viver o presente é o realmente importa.

    Vim te deixar o Selo Amigo, está na lateral do blog e gostaria q vc aceitasse.

    beijos!

    ♥ ♥

    ResponderEliminar
  27. um abraço. Vou enviar email.
    Conceição Paulino/TMara

    ResponderEliminar
  28. http://1.bp.blogspot.com/_FnEUFDXJYaA/SnHnQbS05hI/AAAAAAAAAbw/7wlUkRGQSbY/S220/blog+de+ouro.jpg



    amigo poeta deixo aqui um presente o blog de ouro veja lá em meu Blogger. Um presente que ganhei e que repasso pra ti por teu blog fant´stico!

    ResponderEliminar
  29. Neste mês de agosto o blog esta em comemoração
    E te convido a partipar durante todo o mês com a gente..
    E para começar tem selo comemorativo lá no blog..
    Abraço.

    ResponderEliminar
  30. Se não postar algo lindo pra nós em breve, vai enferrujar.
    Rs... brincadeira.
    Beijo grande e bom final de semana.

    ResponderEliminar
  31. Parabéns pelo lindo e maravilhoso poema!

    Pérolas a você!

    ResponderEliminar
  32. Que as suasférias sejam MARAVILHOSAS!!!

    Aproveite cada instante e abasteça a sua rica inspiração de momentos muito FELIZES!!!

    Desde já...SAUDADES!!!

    ResponderEliminar
  33. Desejo ótimas férias e obrigado pela atenção.Um abraço

    ResponderEliminar
  34. Caro amigo, boas férias.
    Volte com as baterias carregadas...
    Abraço.

    ResponderEliminar
  35. A melhor opção é viver no presente, apoiado nas experiências passadas e de olho no futuro.
    Sei que nem sempre agimos com tanta disciplina...ah! os humanos!!

    Tenho tido pouco tempo pra visitar os blogs amigos. Espero que tenha comemorado bastante com suas filhas o dia de ontem.
    bjs

    ResponderEliminar
  36. Gladston, saudades...

    Não consegui comentar nos post acima...

    Deixo, meu abraço!


    Parabéns pelos livros, por seu trabalho...

    ResponderEliminar
  37. Parabéns pelo lançamento do livro!
    É sempre bom vir aqui viu?
    Uma semana iluminada !

    ResponderEliminar
  38. lindo,imprecionante comoc consegue escrever dessa maneira tão forte ao ponto de nos balança e acordar e so mesmo tempo tão delicada ao ponto de fazer chorar...

    ResponderEliminar
  39. cunhado amei os presentes principalmente o livro leio uma poesia por noite pra demorar acabar ,a 2 é linda ,diz a karlinha que a bota é um escandalo e ficou ótima,sobre o vinho é...o que tenho a dizer tá mais p conhaque chapei beijos a todos amo vcs...

    ResponderEliminar

"...Um dia vi em mim um sorriso nunca visto antes. era minha essência, roubando minha aparência e tomando finalmente seu lugar de volta..."

Obrigado pelo seu comentário,
VOLTE SEMPRE!!!

OBRIGADO Á TODOS